Rádio feira


A rádio feira é um evento da rádio da juventude que tem o objetivo de levar informação local, apresentar artistas da região  e discutir com a população temas relacionados ao cotidiano.

No dia primeiro de maio (dia do trabalho). Foi realizado o primeiro evento, e aproveitando a data levamos a problemática: Dia do trabalho, um dia pra comemorar ou reivindicar?

Neste 31 de julho será realizado mais um evento com o tema:

“As eleições servem para alguma coisa? Qual o meu papel?”

Por que?

Devido ser  um ano de eleição é de suma importância este momento para discutirmos nosso papel no processo democrático do país. E nada melhor que discutir juntos com a população.

Onde?

Na feira da Vila margarida que fica na rua Alexandria esquina com a rua Mascarenhas de Morais.

Passe por lá e dê sua opinião!

Amanhã  às 10h  Continue lendo

Golpe nas Honduras: para quem ainda tinha dúvida


Postado originalmente em cidadã do mundo de Miro

EUA orquestraram golpe de Honduras


Aos poucos, a verdadeira história do golpe civil-militar em Honduras vai surgindo e enterrando, de vez, qualquer ilusão no “democrata” Barack Obama. Aos poucos, fica nítido que o presidente é refém do “complexo industrial-militar ianque” e representa os interesses do imperialismo, que não morreu. O golpe de junho passado, a instalação de sete bases militares na Colômbia, as provocações constantes ao Irã e a Coréia do Norte e até as recentes ameaças de retaliações ao Brasil, entre outras agressões, confirmam que não se deve nutrir ilusão com o “império do mal”.
O renomado jornalista Jean-Guy Allard acaba que provar que uma agente contratada pela Usaid dirigiu o golpe em Honduras. “Jacqueline Foglia Sandoval, a hondurenha citada como ‘a pessoa encarregada de coordenar e operar o golpe de estado’ pelo ex-ministro Roland Valenzuela, pouco antes dele ser assassinado, não só é egressa da Universidade de West Point e foi Agregada de Defesa da Embaixada de Honduras em Washington, como também chefiou as relações internacionais como subcontratada da Agência para o Desenvolvimento Internacional (Usaid)”.

“Formando líderes” conspiradores

“Ela é que distribuiu as tarefas para cada um dos executores do golpe, que determinou o que eles deveriam fazer e o que deveriam declarar”, descreve o jornalista, citando Valenzuela. Antes do golpe, “Jackie” Foglia era diretora de relações externas da Universidade Zamorano, instituição que recebia recursos e orientações da Usaid e do Departamento de Estado dos EUA. Em 2008, ela dirigiu o programa “formando líderes para Honduras”, destinado a identificar e formar jovens para o futuro comando político e econômico do país.

“Essa operação corresponde integralmente aos planos da Usaid e da inteligência estadunidense para se infiltrar no país, subverter e desestabilizar governos”, afirma Allard. A própria Foglia confessou numa entrevista para o sítio “dinero.com” que “84% dos jovens hondurenhos que atualmente estudam no Zamorano recebem apoio financeiro. Isto nós conseguimos, ano após ano, com o apoio solidário de governos, fundações, instituições multilaterais e empresas privadas”. A universidade inclusive possui um escritório especial nos EUA.

Entidades de fachada da CIA

Allard não vacila em afirmar que Jackie Foglia pertence a CIA, o centro terrorista ianque. “Toda a carreira de Foglia a identifica como candidata idônea para os serviços de inteligência dos EUA, desde a Academia Militar em West Point, onde obteve licenciatura em ciências políticas, a sua integração posterior, de 1984 a 1995, nas Forças Armadas de Honduras até a sua reaparição na United Way, como diretora executiva”. Esta instituição, acusada de ser uma entidade de fachada da CIA, é responsável por formar “futuros líderes” em vários países latino-americanos.

Na sua sinistra biografia ainda consta a participação nas negociações do tratado neocolonial de “livre comércio” na região e a consultoria a várias corporações estadunidenses, como a Cargill. Foglia chegou a presidir a Câmara de Comércio Honduras-EUA. “Juntamente com o embaixador dos EUA no país, o cubano-americano Hugo Llorens, ela participou diretamente na planificação do golpe contra Zelaya. Em 10 de junho de 2009, o então presidente do Congresso Nacional, Roberto Micheletti, fez chegar a Llorens o rascunho com o decreto de destituição de Zelaya com a data de 28 de junho. Ele recebeu o documento das mãos de Jackie Foglia Sandoval”.

Fonte: Gilson Sampaio

Aviso importante!


Olá amigos e amigas que acompanham a Rádio da  Juventude. Por motivos técnicos este mês de julho não haverá tramsmissão. Estamos trabalhando na ampliação do sinal. Aguardem! Quando voltarmos transmitiremos também pela Web.

Pátria querida! Ame ou deixe! Hã???


No programa Se liga na ideia da semana passada dia 03/07 aproveitando o gancho ufanista de época de copa, o tema foi Patriotismo.
Como já é de praxe para contribuir na discussão estiveram no estúdio Francisco Marcio ex-militante da JOC (juventude operária católica) e Fabio Piovam analista de sistemas e J. Muniz escritor. O objetivo da discussão era saber: o que afinal é ser patriota? E se dá para conectar este sentimento de pátria que floresce em época de copa e discutir política? Pois, é ano também de eleição.
Os pontos levantados foram que é preciso desmitificar o próprio conceito do que é ser Patriota. Afinal, historicamente sempre se atribuiu a uma coisa de militares, pátria amada, ame ou deixe, ou seja, há resquícios da ditadura no que se entende por pátria.
Muniz por exemplo, viveu a época da ditadura e diz que o sentimento de lá para cá mudou, mas que há quinhentos anos o povo brasileiro ainda não conseguiu ter o comando de sua própria história e isso influencia no fazer política. Piovam concorda e diz que é preciso trabalhar essas questões históricas para criar uma cultura da discussão, de entender que é preciso ser patriota todo dia, isso no sentido de fomentar debates. Marcio acrescenta que as pessoas em geral acabam tendo uma visão muito distorcida do que é política e por falta de hábito, de entendimento e de péssimos exemplos de representantes políticos, não gostam de política. Eis a barreira de conectar em curto prazo, mas que pode ser trabalhado sim. É o desafio hoje.
Ao término do programa foi concluído que patriotismo apesar de ter origem militar. Ele na verdade é o entendimento que precisamos ter para fazer desta nação um Estado onde as pessoas se respeitem e lutem juntas pelo bem comum.
É um longo processo a ser trabalhado?
Sim!
Mas precisamos começar a ter na política, este mesmo sentimento de Pátria que temos em época de copa.
Eleição 2010 começou faz tempo!

Tirando Raul Seixas do armário


E a segunda edição do programa Antiquário foi ao ar está última sexta-feira dia 02/07, e teve como artista retirado do baú o grande Raul Seixas. Quem ouviu o programa, além de conhecer um pouco da história do Maluco Beleza, também pôde saber curiosidades sobre este artista tão crítico, irônico e debochado que foi Raul Seixas.

A frente de seu tempo Raul foi uma espécie de estrela que passou pela terra para nos iluminar. Foi e ainda é referência para várias gerações de “malucos beleza”. Um deles é o técnico de eletricidade Cleverton, que ouve Raul Seixas desde os 15 anos, incentivado pelo pai. Veja o que ele diz sobre o artista:

Segundo Jéssica Sardinha fã de carteirinha: Muitas vezes não sabemos ao certo porque as letras de Raul mexem tanto com a gente. Talvez seja, porque elas mexam diretamente com nossas almas!

Místico, filósofo ou sonhador, Raul viveu e acreditou em seus sonhos de forma profunda…

‘ Todo ser humano é livre para pensar, escrever, falar e amar como e quem quiser e viver da forma como quiser.’ Raul Seixas

Toca Raul!!!

Para quem não pôde ouvir, segue este documentário (para evitar mortes…)

E no programa desta semana dia 09/07 o artista que será resgatado será Vinícius de Morais o amante do amor infinito enquanto dure!

Um fantasma ronda São Vicente


1. Disposições gerais

A liberdade de comunicação e expressão é tema pacificamente consagrado pelo direito, nos mais elevados círculos internacionais.

“Art. 5o

IV – é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato;

IX – é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença

XIV – é assegurado a todos o acesso à informação

“Art. 220. A manifestação do pensamento, a criação, a expressão e a informação, sob qualquer forma, processo ou veículo, não sofrerão qualquer restrição, observado o disposto nesta Constituição.

§ 1. Nenhuma lei conterá dispositivo que possa constituir embaraço à plena liberdade de informação jornalística em qualquer veículo de comunicação social, observado o disposto no art. 5 IV, V, X, XIII e XIV.

§ 2. “É vedada toda e qualquer censura de natureza política, ideológica e artística.” (destacado do original).

Da mesma forma ocorre no plano legal, através da Lei 5.250/67, a qual, nesses aspectos, foi recepcionada pelo texto constitucional.

Ler artigo na integra em histórias interessantes de pessoas aleatórias

Que fazer com esse sentimento de Pátria querida?


Na última segunda-feira a seleção brasileira desencantou. Enfim, o povo brasileiro pôde soltar o grito contido na garganta e comemorar com alegria uma vitória bonita e esperada com muitas dores e angustias.

Que tal manter este sentimento de pátria querida pra discutirmos “política”? Este é um ano de eleição, certo? Você é patriota?

Calma é só provocação! Afinal, alguém sabe o que é ser patriota? Isso lembra coisa de militar, não é verdade?

É o que o programa Se liga na ideia irá discutir este sábado dia 03/07 à partir das 18h. Blz!

OBS: Nos alimentamos de comentários!