Professores denunciam “lista negra” nos institutos federais em greve, assessor de Fernando Haddad nega


por Conceição Lemes

“Prezados amigos,

Tenho acompanhado de perto a greve dos professores do Instituto Federal de SP.

Faz mais de 2 meses que alguns setores estão paralisados, reivindicando melhores condições de trabalho.

O reitor, em atitude extremamente autoritária, aumentou consideravelmente o números de aulas, comprometendo a qualidade dos serviços.

É histórico que o Instituto preza por essa qualidade, e os professores da instituição também,  pelo menos os grevistas, penso eu.

Os professores sempre tentaram a negociação com a reitoria, porém sem sucesso, já que a postura deles é autoritária, como mencionei há pouco.

As negociações continuam, mas os autoritários agora são outros.

Seguem anexos dois documentos.

Foi extremamente frustrante ler o documento do MEC assinado pelo senhor Eliezer Moreira Pacheco.

Tal documento solicita uma “lista negra” com os nomes e dados dos grevistas e também providências quanto à suspensão do pagamento dos dias paralisados.

É com muita tristeza que concluo que este governo não se compromete mais com os trabalhadores.

O que é isso? Um secretário ligado ao PT ameaçando professores?

O que houve com essa gente? O que houve com o passado dessa gente?

Como os professores, me sinto humilhado, como se minha alma fosse alvejada por balas de borrachas da PM . . . Talvez em breve o Governo Federal ache legitimo a PM atirar borracha e bombas de efeito moral em trabalhadores, eu não ficaria surpreso.

Por favor, publiquem meu e-mail e os documentos anexos.

As pessoas precisam saber da situação desses professores e da resposta autoritária do governo.

Muito obrigado”

Um dos documentos anexados  é o ofício-circular nº 127 da Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica do Ministério da Educação (MEC), assinado pelo secretário Eliezer Moreira Pacheco. Está abaixo:

A greve não atinge apenas os professores do Instituto Federal de São Paulo.  Tanto que o outro documento  anexado por Alexandre Felix é  o comunicado do Sindicato Nacional dos Servidores Federais da Educação Básica, Profissional e Tecnológica, repudiando a circular do MEC.

A POSIÇÃO DO MINISTRO FERNANDO HADDAD

Eu conversei há pouco com o jornalista Nunzio Briguglio, assessor de imprensa de Fernando Haddad,  Ministro da Educação e provável candidato à prefeitura de São Paulo nas próximas eleições.

Viomundo — Estou aqui com a circular da Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica do MEC, que fala em corte de ponto dos professores em greve e pede para identificar explicitamente o nome e a matrícula dos aderentes. O MEC está criando uma “lista negra”, como disse o leitor que nos enviou a denúncia?

Nunzio Briguglio – Não tem “lista negra” nenhuma. O que aconteceu é o seguinte. O ministro está negociando, negociando, o pessoal está parado há dois meses, não dá mais para continuar assim. Então o ministro Fernando Haddad decidiu na segunda-feira cortar o ponto de quem não comparecer para dar aula. Mas é só cortar o ponto e não pagar os dias parados. Para fazer isso é preciso ter a lista dos nomes. Não tem nada a ver com “lista negra” de perseguição.

Viomundo — Quer dizer que o ministro  Fernando Haddad está ciente dessa circular assinada pelo secretário Eliezer Moreira Pacheco?

Nunzio Briguglio? – Claro, foi ordem dele.

Viomundo — E por que atingir o pessoal que ainda está em estágio probatório?

Nunzio Briguglio — Porque, embora não sejam efetivos,  estão fazendo greve também. Mas não tem nada a ver com “lista negra” para perseguir alguém. É apenas para cortar o ponto dos faltantes.

Anúncios

Deixe um comentário

Nenhum comentário ainda.

Comments RSS TrackBack Identifier URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s