MPL–Baixada Santista: A LUTA CONTINUA


O movimento que se iniciou em 2004, na cidade de Santos, está de volta

A luta pelo passe livre para estudantes e redução da tarifa de ônibus, que originou os princípios e a idéia do Movimento Passe Livre aconteceu pela primeira vez no país em Salvador, capital da Bahia. Em 2003, milhares de jovens, estudantes, trabalhadores e trabalhadoras fecharam as vias públicas, protestando contra o aumento da tarifa. Durante 10 dias, a cidade ficou paralisada. O evento foi tão significativo que se tornou um documentário, chamado “A Revolta do Buzu”, de Carlos Pronzato.

Após as manifestações na Bahia, há um estouro do movimento em todo país eem Santos o movimento tem inicio em meados de 2004 e teve um “fim” em 2009, após grandes atos com enfrentamento da polícia, violência e processos jurídicos.

Após o último aumento na região da Baixada Santista, no inicio do ano, estudantes e trabalhadores começaram a se organizar, realizando atos, reuniões e vídeos-debate no município de Santos e de São Vicente e criando oComitê de Luta pelo Transporte Público da Baixada Santista – CLTP-BS.

Os principais pontos de reivindicação do movimento são:
· Passe livre pros estudantes;
· Redução da tarifa dos ônibus municipais e intermunicipais JÁ;
· Bilhete único para todos;
· Pela volta dos cobradores, sem redução salarial dos motoristas.

O aumento na região foi entre 6% à 25%, o que causou um impacto e uma mudança muito grande na vida da população, o que de certa forma ajudou para o inconformismo e organização para luta.

Para além das questões da tarifa ser/estar extremamente abusiva, o transporte não ser de qualidade…há também a questão dos trabalhadores dessa empresas.

Os motoristas sofrem diversas opressões durante o trabalho, além da precarização e baixa condição de trabalho:
· É a categoria que mais se afasta por problemas de saúde;
· É o motorista que dirigecobra a tarifa, pára no ponto, abre as portas quando dão sinal e ainda guarda o dinheiro do caixa no cofre;
· Em situação de assalto, a empresa de transporte só reembolsa R$30 do caixa, caso haja um roubo maior que esse, é o motorista que custeia, pois ele deveria ter colocado o dinheiro no cofre que fica ao lado de seu banco;
· Em uma jornada de 10 horas por dia, que chega muitas vezes à 14 horas, com paradas de 10 a 15 minutos que o motorista trabalha.

TODO APOIO A LUTA DOS TRABALHADORES E ESTUDANTES DA BAIXADA SANTISTA,
PELA REDUÇÃO DA TARIFA DE ÔNIBUS, JÁ!

PRÓXIMAS AÇÕES:

-25/03: 18h, Bicicletada, Pça das Bandeiras (Gonzaga, Santos);

-26/03:
-14h, Oficina de arte, na FAUS (Unisantos);
-17h, Vídeo-debate “A Revolta da Catraca – Floripa 2005″, no CES;
-20h30, Oficina de Lambe-lambe;

-29/03: 19h, Reunião, local à confirmar;

-31/03: 17h, Ato, concentração na Cadeia Velha (Centro, Santos);

-02/04: 10h, Ato, na Pça Barão (São Vicente);

-06/04: 19h, Reunião na JOC-Santos (R. Constituição);

Empregadas domésticas, discriminação e direitos violados


Historicamente desde a Grécia antiga o trabalho doméstico sempre foi exercido por escravos e tido como um trabalho sem valor atribuído as pessoas denominadas como inferiores e incultas.

O filósofo Grego Aristóteles em seu livro clássico A Política, afirma que para conseguir cultura, era necessário ser rico e ocioso à custa da escravidão dos incautos.

Esse tipo de pensamento permeou toda antiguidade, na velha Roma, por exemplo: todo o trabalho manual era reservado aos escravos.

Na idade média, nos castelos medievais a cozinha era reservada aos servos.

Apenas em alguns mosteiros da Igreja católica onde a função doméstica era exercida por monges, que esse trabalho recebia algum tipo de consideração.

No Brasil, não foi diferente, os colonizadores obrigavam os índios a cumprirem todo o trabalho considerado pesado.

E foram os Jesuítas que em suas missões catequizadoras, que colocaram as índias para serem as responsáveis pelo trabalho doméstico, em suas comunidades criadas aqui no Brasil

Com o surgimento do Patriarcalismo e a escravatura instalada como a base do sistema de produção, os homens negros eram colocados para trabalhar na lavoura, enquanto as mulheres negras foram inseridas na casa grande para trabalhar como mucamas.

Hoje no Brasil, resquícios de uma escravidão que ainda não foi enterrada, o serviço doméstico é uma realidade com poucas mudanças, que trás engendrada na cultura dos empregadores, de que, é uma função sem direitos.

Reproduzindo assim, uma nova relação de trabalho escravocrata velada.

Ouça matéria na integra:

De volta com os empregos


Amigos, devido a alguns problemas, ficamos cerca de um mês sem publicar as dicas de empregos. Pedimos desculpas a quem veio até aqui e não encontrou o que procurava.

Mas estamos retomando,  à partir de hoje, a publicação semanal de empregos. Basta clicar na aba “Empregos“, na parte superior deste site.

Excepcionalmente a publicação, nesta semana, foi realizada na segunda-feira (30/08/2010). Mas não deixem de conferir todos os domingos, à partir das 12 horas, as melhores dicas para você já começar a semana com uma oportunidade em vista. Boa sorte e até o dia 05 de setembro, com as novas dicas de emprego!

Onde foram parar os empregos deste site?


Quem acompanha o site da Rádio da Juventude sabe que todos os domingos nós divulgamos algumas oportunidades de emprego. No entanto, para que todos possam acompanhar estes e todos os outros conteúdos daqui, criamos uma página exclusiva para oportunidades de emprego. Desta forma, basta clicar direto na aba “Empregos”, logo acima do logo da rádio, para ter acesso às diversas oportunidades para quem está em busca de um trampo.

As dicas do dia 27 de junho já estão lá. Clique aqui e confira!

Oportunidades de emprego!


Olá amigos e amigas!

Estas foram as dicas de empregos divulgadas no Programa Se liga na ideia! Que foi ao ar no dia 12/06 às 18h00min. Como prometido, segue na integra! Boa semana a todos e fiquem conectados que estaremos divulgando também o resumo do programa e a programação da semana. Só pra esquentar, essa semana estréia Programa novo na rádio! Fiquem ligados e até mais!

  • ADMITE-SE Vendedor (a) com experiência em ótica, Operadora de Caixa, Crediarista e Auxiliar de Montagem para São Vicente e Vicente de Carvalho. Tr. (11) 6964-1241/(13) 3113-5776
  • ADMITIMOS Cozinheiras, cozinheiro e ajudantes cozinha. Paga-se bem. Entrevista das 10 às 14h – Max Grill – Shop. Miramar Av. Floriano Peixoto, 44 – Gonzaga – Stos
  • AJ. DE COZINHA R. Amador Bueno,67/Stos
  • SECRETÁRIA P/ loja de autos em PG. Interlagos Veículos enviar CV p/ edinho@interla gosveículos.com.br
  • CORTADOR P/confecção c/prática em malha e tecido plano. Tr. 3227-3986/3877-8951
  • COZINHEIRO Admite-se c/prática comprov. e doctos. Tr. R. Sta Catarina, 127 (Clube dos Ingleses) a partir das 8 hs
  • COZINHEIRO(A) C/exper p/restaurante fino, à la carte. Tr. até 15/6 8128-0478 ou 9609-2225
  • DENTISTA P/clinica Humaitá Seg/Qui. R$2 mil. 3466-9895.
  • DENTISTAS P/clínica padrão. Ótima retirada. Tel. 9709-4766.
  • FARMACÊUTICO E AUX. DE FARMÁCIA P/trabalhar em farmácia de manipulação. CV Av. Epitácio Pessoa 565/Stos
  • FISIOTERAPEUTA P/dar aula de Pilates em aparelhos. Enviar currículo: anap@iron.com.br
  • MANICURE Salão c/clientela. Itararé. 7808-9246
  • MOÇA P/área financeira. Enviar CV para: transcvonlline @hotmail.com
  • MOTORISTA C/veículo Sedan e ar. cond. p/serviços em Santos e grande SP. Enviar CV para: transcvonlline @hotmail.com
  • NUTRICIONISTA Amador Bueno,67-A/Stos
  • OP. DE TELEMARKETING Ativo de Vendas, c/ ou s/exper., 18 a 40 anos. Fixo, comissão e premiações. VT, VR, VA, AM. Comp. c/CV, dia 14 e 18/06, às 16h, à Av. Presidente Kennedy, 825, sala 04, Boqueirão/Praia Gde.
  • PRECISA-SE Aj. Serralheiro, Serralheiro em alumínio e Profissional na área de toldos c/exper. Tr. 3273-2417
  • PRECISA-SE DE PORTEIROS Salário até R$ 980,00. Treinamos e indicamos. Taxa 2x R$ 90,00. Tel. 3494-6781/3062-9241
  • PRECISA-SE Motorista. Tel 3273-2900
  • PRECISA-SE P/área operacional c/inglês. Favor enviar CV p/e-mail: transcvonlline @hotmail.com
  • PRECISA-SE PROFESSORES P/curso técnico em Edificações. Enviar curriculum para Escola Politécnica TREINASSE. Rua Silvio Pereira Mendes, 473 – São Vicente.
  • PRECISA-SE PROFESSORES Para curso técnico em Contabilidade. Enviar curriculum para Escola Politécnica TREINASSE. Rua Silvio Pereira Mendes, 473 – São Vicente.
  • TÉCNICA EM EDIFICAÇÕES Tr. à R. Silva Jardim, 354, das 08 às 11 horas.
  • TOSADOR (A) PET NOVO C/exp. tosa c/máq., tesoura, hig. corte unhas, c/refers. (13) 3302-3031 / 7850-6631 / 7812-9703

Fonte: http://www.santoscity.com.br