Rádio Madame Satã: mandando torpedos sonoros para os ares cariocas!


Um sobrado escondido entre a região menos nobre da Lapa. É de um lugar desses que irradiam ondas eletromagnéticas e sonoras que pretendem mudar a realidade e subverter a ordem vigente. Estamos falando da Rádio Madame Satã, que há mais de 10 anos vem matando um leão por dia para se fazer ouvida nas ruas cariocas.

Um dos espaços de criação audiofônica da Madame Satã

Mais que uma emissora de rádio, a Madame Satã é um caldeirão de idéias libertárias. Lá eles produzem música independente, audiovisual, serigrafia e outras formas de mídias livres. Além disso, eles são entusiastas da metareciclagem, que é uma outra forma de se reapropriar da tecnologia, através de equipamentos que normalmente são descartados. Para conhecer melhor esta história, nada melhor do que ouvir a versão de quem ajudou a construí-la. Com a palavra, o comunicador Victor Ribeiro:

 

Uma rádio livre tem que estar aberta a todas as expressões sonoras, de idéias e revolucionárias, certo? Pois eles levam essa idéia às ultimas consequências. Outro integrante da Madame Satã é o Léo, que reutiliza jornais e outros papéis encontrados nas ruas para produzir cartazes denunciando diversos problemas sociais e reivindicando alternativas, tudo através da serigrafia. Léo também é o idealizador do projeto L4bomb. A idéia é recuperar os barulhos urbanos e reordená-los de forma a criar outro significado, como é caracteristico do estilo noise:

Para conhecer mais sobre as idéias e atitudes da galera da rádio Madame Satã, basta entrar no site deles. E para ouvir a rádio online, basta clicar aqui.

É radio livre… é da juventude trabalhadora!


Recentemente estamos usando um novo slogan para a Radio da Juventude: é radio livre… é da juventude trabalhadora! Isso porque esses são os principais pilares que fazem nosso trabalho ter sentido.

Pois bem. Achamos que é importante explicar o que significa cada um destes elementos. Primeiramente vamos entender o que é rádio livre. É uma forma de rádio bem diferente das emissoras comerciais. Na rádio livre não entram comerciais, nem interesses políticos ou privados. A rádio livre é gerida por um grupo que pretende estimular a democratização dos meios de comunicação, onde a população passe de meros ouvintes a comunicadores.

Melhor do que explicar em texto é assistir ao vídeo produzido pelo coletivo Radiola, de Brasília. Ele explica bem o que é isso que estamos falando:

1ª PARTE:

2ª PARTE:

Debate sobre Cinema divulga a Rádio da Juventude no RJ


Pois é, galera. Graças a Deus e ao esforço da equipe da Rádio da Juventude, muitas oportunidades vem surgindo. Já participamos da capacitação para trabalhar no site Radiotube, temos conseguido trazer cada vez mais atrações nas RadioFeiras e agora fomos convidados a participar do programa Zoasom, dentro do quadro Radioatividade.

Zoasom?

Sim, ZoaSom! Este é um programa desenvolvido pela ONG Criar Brasil (a mesma responsável pelo Radiotube) e que é transmitido ao vivo pela Rádio MEC AM, no Rio de Janeiro. A idéia do programa é semelhante à nossa RadioFeira: tem artistas independentes, participação do público, que é essencialmente jovem. Tem também um tema, relacionado diretamente com juventude e cidadania, para o qual são convidadas pessoas de relevância no assunto e que possam facilitar o debate.

Já o RadioAtividade é um quadro voltado especificamente para estimular a participação de radios livres e comunitárias de todo o País. No nosso caso, fomos convidados a fazer uma matéria sobre as dificuldades de acesso ao cinema que  ainda existem, mesmo nas cidades que contam com salas de cinema. Vamos ouvir como ficou?

Muito legal, né? Se você quiser entender um pouco mais sobre como funciona o ZoaSom, pode ver o programa na íntegra, clicando aqui.

Vasculhando os arquivos da Rádio da Juventude


Arquivo

Você já se deu ao trabalho de navegar pelos posts deste site? Até o momento, incluindo este que você esta lendo, temos 43 postagens aqui.  Temos vários textos, áudios e imagens, retratando muito do que estamos construindo através da rádio da Juventude.

Continue lendo